site de poesias coligidas de
F E R N A N D O   P E S S O A
http://www.fpessoa.com.ar

<<Voltar-Volver>>


Tão cedo passa tudo quanto passa
Tão cedo passa tudo quanto passa!
Morre tão jovem ante os deuses quanto
Morre! Tudo é tão pouco!
Nada se sabe, tudo se imagina.
Circunda-te de rosas, ama, bebe
E cala. O mais é nada.
Tan temprano pasa todo cuanto pasa!
Muere tan joven ante los dioses cuanto
Muere! Todo es tan poco!
Nada se sabe, todo se imagina.
Circúndate de rosas, ama, bebe
Y calla. El más es nada.
Odes De Ricardo Reis
Ricardo Reis

©2003-07-31 by Sebastián Santisi, all rights reserved.


<<Voltar-Volver>>


la-nutria.com.ar