site de poesias coligidas de
F E R N A N D O   P E S S O A
http://www.fpessoa.com.ar

<<Voltar-Volver>>


Uma Maior Solidão
Uma maior solidão
Lentamente se aproxima
Do meu triste coração.

Enevoa-se-me o ser
Como um olhar a cegar,
A cegar, a escurecer.

Jazo-me sem nexo, ou fim...
Tanto nada quis de nada,
Que hoje nada o quer de mim.
Una mayor soledad
Lentamente se aproxima
De mi triste corazón.

Niéblaseme el ser
Como un mirar al cegar,
Al cegar, al oscurecer.

Yásgome sin nexo, o fin...
Tanto nada quise de nada,
Que hoy nada lo quiere de mí.

Fernando Pessoa
23-10-1931

©2003-07-31 by Sebastián Santisi, all rights reserved.


<<Voltar-Volver>>