site de poesias coligidas de
F E R N A N D O   P E S S O A
http://www.fpessoa.com.ar

<<Voltar-Volver>>


(Não: não digas nada!)
Não: não digas nada!
Supor o que dirá
A tua boca velada
É ouvi-lo já

É ouvi-lo melhor
Do que o dirias.
O que és não vem à flor
Das frases e dos dias.

És melhor do que tu.
Não digas nada: sê!
Graça do corpo nu
Que invisível se vê.
No: ¡No digas nada!
Suponer lo que dirá
Tu boca velada
Es oirlo ya

Es oir lo mejor
De lo que dirías.
Lo que eres no viene a la flor
De las frases y de los días.

Eres mejor de lo que tú.
No digas nada: ¡Sé!
Gracia del cuerpo desnudo
Que invisible se ve.

Fernando Pessoa
5/6-2-1931

©2004-10-31 by Sebastián Santisi, all rights reserved.


<<Voltar-Volver>>


cuandolimafueparis.com.ar