site de poesias coligidas de
F E R N A N D O   P E S S O A
http://www.fpessoa.com.ar

<<Voltar-Volver>>


Ali Não Havia
Ali não havia eletricidade.
Por isso foi à luz de uma vela mortiça
Que li, inserto na cama,
O que estava à mão para ler —
A Bíblia, em português (coisa curiosa), feita para protestantes.
E reli a "Primeira Epístola aos Coríntios".
Em torno de mim o sossego excessivo de noite de província
Fazia um grande barulho ao contrário,
Dava-me uma tendência do choro para a desolação.
A "Primeira Epístola aos Coríntios"...
Relia-a à luz de uma vela subitamente antiqüíssima,
E um grande mar de emoção ouvia-se dentro de mim...
Sou nada...
Sou uma ficção...
Que ando eu a querer de mim ou de tudo neste mundo?
"Se eu não tivesse a caridade."
E a soberana luz manda, e do alto dos séculos,
A grande mensagem com que a alma é livre...
"Se eu não tivesse a caridade..."
Meu Deus, e eu que não tenho a caridade!...
Allí no había electricidad.
Por eso fue a la luz de una vela mortecina
Que leí, metido en la cama,
Lo que estaba a mano para leer —
La Biblia, en portugués(*) (cosa curiosa), hecha para protestantes.
Y releí la "Primera Epístola a los Corintios".
En torno de mí el sosiego excesivo de la noche de provincia
Hacía un gran barullo al contrario,
Me daba una inclinación del lloro hacia la desolación.
La "Primera Epístola a los Corintios"...
Releíala a la luz de una vela subitamente antiquísima,
Y un gran mar de emociones oíase dentro de mí...
Soy nada...
Soy una ficción...
¿Qué ando queriendo de mí o de todo en este mundo?
"Si yo no tuviera caridad."
Y la soberana luz manda, y de lo alto de los siglos,
El gran mensaje con que el alma es libre...
"Si yo no tuviera caridad..."
¡Dios mio, y yo que no tengo caridad!...

Álvaro de Campos

(*) N.d.T: No voy a caer en reemplazar portugués por español.

©2005-01-24 by Sebastián Santisi, all rights reserved.


<<Voltar-Volver>>


www.fpessoa.com.ar